terça-feira, 30 de maio de 2017

Terça-feira também será chuvosa no Recife, prevê Apac

Apac prevê mais chuvas para o Recife
Foto: Arthur Mota

Folha de Pernambuco

As chuvas que atingem Pernambuco desde a semana passada devem continuar nesta terça-feira (30). É o que prevê a Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac). O órgão emitiu um alerta na noite desta segunda-feira (20), informando que existe a possibilidade de chuvas moderadas a fortes para o Recife nas próximas 24h.

As outras regiões do Estado também devem manter o céu nublado. A Zona da Mata, região atingida por enchentes, pode ter chuvas rápidas ao longo do dia, com intensidade moderada a forte. 

Já Agreste e Sertão permanecem com tempo nublado, mas as precipitações devem ser de moderadas a fracas.

Defesa Civil
A Defesa Civil do Recife reforça a orientação para que moradores de áreas de risco procurem abrigo em locais seguros, caso seja necessário. O órgão mantém um plantão permanente para o atendimento da população e pode ser acionada através do telefone 0800 081 3400. A Central de Atendimento funciona 24h. A ligação é gratuita.

Agência do Trabalho oferece 557 vagas com salários de até R$ 2.113

TV Jornal

Uma alternativa para quem está em busca de emprego, é se candidatar em umas das 557 vagas oferecidas pela Agência do Trabalho de Pernambuco para esta terça-feira (30). Os salários variam entre R$ 937 e R$ 2.113,01.

Podem se candidatar profissionais de todos os níveis de escolaridade e pessoas com deficiência. As vagas estão distribuídas em diversas regiões de Pernambuco. Clique aqui para verificar o telefone e o endereço de uma Agência do Trabalho mais próxima da sua localidade.
Confira a lista de vagas:

segunda-feira, 29 de maio de 2017

Charge do Genildo - A charge Online


Servidores da Transparência fazem ato contra Osmar Serraglio

Eles consideram inadequado colocar político, citado na Carne Fraca, em órgão de controle
Foto:Ailton Freitas / Agência O Globo

Renata Mariz
O Globo

Cerca de 300 servidores do Ministério da Transparência, Fiscalização e Controladoria-Geral da União promoveram um ato contra a nomeação de Osmar Serraglio, cotado para assumir o órgão após ser demitido da pasta da Justiça pelo presidente Michel Temer neste domingo. Torquato Jardim, que estava à frente da Transparência, será o novo ministro da Justiça. A possibilidade de Serraglio, citado na Operação Carne Fraca, ocupar a vaga deixada por Jardim levou a categoria a fazer um abraço simbólico no prédio do ministério na manhã desta segunda-feira e colocar carros de som no local.

Fábio Félix, auditor do Ministério da Transparência e um dos mobilizadores do protesto, afirmou que a pasta não pode ser usada para abrigar aliado político. Ele destacou que, se houver confirmação do governo e do próprio Serraglio sobre a nomeação, os servidores intensificarão os atos. Uma assembleia está marcada para esta terça-feira para avaliar quais os próximos passos a serem tomados.

— Até hoje nunca tivemos um político ocupando a CGU (antigo nome do ministério), que é um órgão estritamente técnico. Além disso, o Osmar Serraglio foi citado na Operação Carne Fraca, que também tem a participação da CGU. Ou seja, vemos aí um conflito de interesses flagrante — afirmou Félix.

Com cartazes em que se lê "Aqui a carne é forte" e "Fora Serraglio", os servidores ocuparam a área externa do edifício, por volta das 11h30. O ato lembrou os protestos feitos há cerca de um ano em circunstâncias parecidas. Naquela ocasião, o alvo era Fabiano Silveira, então ministro que fora flagrado em grampos com o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado. Desta vez, pesa contra Serraglio o fato de ter sido citado em escutas telefônicas com o fiscal agropecuário Daniel Gonçalves, a quem ele chama de "grande chefe". A PF, no entanto, afirmou não haver elementos contra Serraglio.

Novos protestos poderão ser deflagrados amanhã, segundo o Sindicato Nacional dos Auditores e Técnicos Federais de Finanças e Controle (Unacon Sindical). A entidade informou que enviou um ofício à Casa Civil pedindo que o governo reavalie a decisão e avisando que não aceitará a nomeação. Para a categoria, a nomeação de Serraglio coloca o ministério no jogo político, ameaçando a característica técnica e imparcial que deve pautar um órgão de controle como a Transparência.

"Corrupção é um crime contra cada um de nós”, afirma Gil Castello Branco

Contas Abertas

Em entrevista ao jornal Hoje em Dia, de Minas Gerais, o secretário-geral da Contas Abertas, Gil Castello Branco destacou que a corrupção corrói recursos que podem ser aplicados em educação, saúde e infraestrutura. "A corrupção é um crime contra cada um de nós, cidadãos. Na ótica do que a corrupção subtrai dos recursos da saúde, por exemplo, pode-se afirmar que a corrupção mata", afirma.

Cálculos da Associação Contas Abertas, ONG que busca estimular a participação da sociedade no debate sobre as contas públicas, revelam que os R$ 3,08 bilhões dariam ainda para construir 1.540 Unidades de Pronto-Atendimento (UPAs) de porte II, com capacidade para atender 250 pacientes/dia (R$ 2 milhões/unidade), e outras 2.200 de porte I, para até 150 pacientes/dia (R$ 1,4 milhão/unidade). Dariam ainda 870 escolas com capacidade de 433 alunos por turno (R$ 3.537.430,84 cada unidade), segundo Castelo Branco.
No comparativo da reportagem, tomando como base a Escola Estadual Romero de Carvalho, em construção em Pedro Leopoldo, Grande BH, o montante da propina daria para construir 628 unidades de ensino semelhantes (R$ 4,9 milhões/unidade). As unidades teriam dois prédios perpendiculares, com três pavimentos no bloco um e dois pavimentos no bloco 2, composta por dez salas de aulas, dois laboratórios de ciências, sala de línguas, sala de informática, biblioteca, salas para a diretoria, supervisão e professores; banheiros/vestiários para alunos, vestiários para funcionários, cozinha, despensa, área de recreio, para circulação e quadra poliesportiva, todos cobertos. O dinheiro seria suficiente para levantar 1.621 creches para 160 crianças cada (R$ 1,9 milhão/unidade).

O dinheiro garantiria teto para R$ 27,3 mil famílias. Daria para construir 90 conjuntos habitacionais (R$ 34,13 milhões/cada), com apartamentos de dois ou três quartos. O valor tem como base o conjunto habitacional em construção pelo PAC Ferrugem, em Contagem, Grande BH. São 19 prédios de quatro pavimentos e 16 apartamentos cada, para atender 304 famílias.

Ao todo, os R$ 3,08 bilhões em propina paga a políticos por dois dos maiores conglomerados empresariais do Brasil e do mundo, a JBS e a Odebrecht, cujos executivos e ex-executivos fizeram delações na Operação "Lava Jato", dariam para construir a Linha 3 subterrânea do metrô de BH, ligando a Estação Lagoinha, no Centro, à Savassi, na Região Centro-Sul, e ainda sobraria dinheiro. Também resolveria pela metade o déficit habitacional de BH, que é de 56,4 mil moradias. A propina garantiria 27,3 mil tetos.

De acordo com delações premiadas, os valores foram pagos a políticos em troca de vantagens fiscais, aprovação de medidas provisórias que favoreciam as empresas, entre outros interesses.

Os donos da JBS, os irmãos Joesley e Wesley Batista, disseram ter entregue R$ 1,4 bilhão a 1.829 políticos de 28 partidos, em 214 repasses, conforme consta em 42 anexos apresentados pelos colaboradores. Já as delações da Odebrecht dão conta R$ 1,68 bilhão para 26 partidos.

Os valores não incluem eventuais propinas de outras empresas investigadas, como a Construtora UTC, Andrade Gutierrez e OAS. Algumas mantinham setores para cuidar de vantagens indevidas, os chamados "Departamentos de Propinas".

A Linha 3 do metrô é orçada em R$ 2,4 bilhões (R$ 490 milhões/km), segundo a Secretaria de Estado de Transportes e Obras Públicas (Setop). O valor inclui cinco estações nos 4,9 quilômetros do ramal, a Lagoinha, Praça Sete, Palácio das Artes, Praça da Liberdade e Savassi.

Os R$ 3,08 bilhões garantiriam a reforma e ampliação dos 28,2 quilômetros de metrô de superfície já existentes, a Linha 1 (Eldorado/Vilarinho), orçadas em R$ 2,9 bilhões (R$ 100 milhões para cada quilômetro). A Linha 1 ganharia mais 1,5 quilômetro, até o Novo Eldorado, em Contagem, Grande BH.

Se a prioridade for o Barreiro, poderiam investir na Linha 2 (Barreiro/Nova Suíça). Os 10,5 quilômetros de metrô de superfície previstos sairiam por R$ 1,6 bilhão (R$ 133 milhões/km).

BR-381

Os R$ 3,08 bilhões são nove vezes o orçamento de R$ 320 milhões disponível neste ano para obras de duplicação de 308 quilômetros da BR-381, da capital a Governador Valadares, Vale do Rio Doce. Os trabalhos começaram em 2014 e andam a passos lentos, sem previsão de término.

CCJ analisa proposta de eleição direta em caso de vacância da Presidência

Agência Senado

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) pode aprovar, nesta quarta-feira (31), substitutivo à proposta de emenda à Constituição (PEC 67/2016) que estabelece a realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância desses cargos nos três primeiros anos do mandato presidencial. A proposta é de autoria do senador Reguffe (sem partido–DF) e tem o senador Lindbergh Farias (PT-RJ) como relator.

Na semana passada, Lindbergh apresentou à comissão seu substitutivo, que teve a discussão e votação adiadas para esta quarta (31). A PEC 67/2016 amplia - de dois para três anos - o prazo para realização de eleição direta para presidente e vice-presidente da República em caso de vacância dos cargos. A eleição continua sendo indireta se os cargos ficarem vagos no último ano do mandato presidencial.

Atualmente, a Constituição só admite eleição direta para suprir a vacância desses dois cargos se isso acontecer nos dois primeiros anos de mandato. Se eles ficarem vagos nos dois últimos anos do mandato presidencial, o texto constitucional determina a convocação de eleição indireta, em 30 dias, para que o Congresso Nacional escolha os novos presidente e vice-presidente da República que deverão concluir o mandato em curso.
Recall

Outro tema correlato em pauta na CCJ é a possibilidade de recall (revogação) dos mandatos de presidente da República, governador, prefeito, senador, deputados (federal, estadual ou distrital) e vereador pelos eleitores. A inovação é trazida pela PEC 21/2015, de iniciativa do senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE), que recebeu substitutivo do senador Antonio Anastasia (PSDB-MG).

O substitutivo de Anastasia tratou de restringir o recall ao cargo de presidente da República, que poderá ter seu mandato revogado a partir de proposta assinada por, no mínimo, 10% dos eleitores que compareceram à última eleição presidencial. A proposta de revogação deverá ser examinada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal, sucessiva e separadamente, e considerada aprovada se alcançar o voto da maioria absoluta dos membros de cada uma das Casas. Cumprida essa etapa parlamentar, deverá ser submetida, então, a referendo popular.

Campanha de Vacinação contra a Gripe é prorrogada até 9 de junho

A Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza, conhecida como gripe, foi prorrogada até o dia 9 de junho, em Paulista. A ação tem a coordenação da Secretaria de Saúde do município através do Programa Nacional de Imunização do Ministério da Saúde.

Devem ser vacinados contra a gripe influenza crianças com seis meses de vida até os menores de cinco anos, povos indígenas, idosos, gestantes, presos, trabalhadores da saúde, mulheres com até 45 dias após o parto e professores.

Também devem ser imunizados os pacientes com diabetes; hipertensão; respiratórias; renais e cardíacas; neurológicas; transplantados; obesidade e pacientes com algum tipo de síndrome.
As pessoas que fazem parte do grupo prioritário e não tomaram a vacina contra a gripe podem buscar atendimento nos 42 postos de saúde da cidade, das 8h às 17h. Outras informações podem ser obtidas pelos telefones: 3487.0459 (Programa Nacional de Imunização) ou 3437.4771 ( Vigilância Epidemiológica).

Assessoria de Comunicação - Prefeitura de Paulista

Banda Sinfônica do Recife homenageia Teatro de Santa Isabel

Foto:Lú Streithorst/Arquivo PCR

Algomais

Nesta quarta-feira (31), às 20h, a Banda Sinfônica do Recife realizará seu terceiro concerto oficial de 2017. A apresentação gratuita e aberta ao público, oferecida pela Prefeitura do Recife, será ainda mais especial, pois será comemorativa aos 167 anos do Teatro de Santa Isabel. Os interessados devem retirar seus ingressos na bilheteria do teatro uma hora antes do concerto.

O Teatro de Santa Isabel completou 167 anos no último dia 18. Inaugurado em homenagem à Princesa Isabel, atravessou séculos de história, formando muitas gerações de plateias. Desde sua inauguração, o teatro monumento, tombado pelo Iphan desde 1949, já recebeu muitas visitas ilustres, como Dom Pedro II, Castro Alves, Tobias Barreto, Carlos Gomes, a bailarina russa Ana Pavllowa e Procópio Ferreira.

Pensando em agradar a diferentes estilos musicais, a Banda Sinfônica do Recife, sob a regência do maestro Nenéu Liberalquino começará a homenagem com a música Marche Slave, do compositor romântico russo Pyotr Tchaikovsky. Esta peça foi feita em 1876, quando a Sérvia encontrava-se em guerra, para auxiliar os sérvios feridos por meio de um concerto beneficente.

A segunda e terceira canções escolhidas pela banda prometem animar a plateia. São elas: Maria-Maria, do compositor brasileiro reconhecido mundialmente Milton Nascimento, e Ponteio, do cantor, compositor, arranjador e instrumentista brasileiro Edu Lobo.

Os apaixonados pelos clássicos da televisão e do cinema ficarão entusiasmados com a quarta peça escolhida pelo maestro para integrar o programa: o clássico do jazz instrumental Harlem Nocturne, usado como tema para Mickey Spillane’s Mike Harlem, do compositor americano Earle Hagen. Já a quinta interpretação será a música Hallelujah, do filme Shrek, do cantor, compositor, poeta e escritor canadense Leonard Cohen.

A sexta canção tocada será King Kong Soundtrack Highlights, do compositor, maestro, produtor musical e músico estadunidense James Newton Howard. Para encerrar a noite comemorativa, a Banda Sinfônica do Recife termina com a composição Funk Attack, do compositor e maestro austríaco Otto Schawarz.

SOBRE A BANDA – Fundada em 1958, a Banda Sinfônica do Recife é composta por 85 músicos, entre quadro técnico, administrativo e produção. Desde julho de 2002, tem como regente titular e diretor artístico o maestro Nenéu Liberalquino.

Serviço

III Concerto da Temporada 2017 da Banda Sinfônica do Recife

Quando: Quarta-feira, 31 de maio

Horário: 20h

Local: Teatro de Santa Isabel, Praça da República, s/n, Bairro de Santo Antônio

Ingressos gratuitos na bilheteria do teatro, a partir das 19h

Informações: 3355-3322

Oposição discute 'anticandidatura' em eventual eleição indireta

Deputados do PT discutem com parlamentares de outros partidos da oposição participar do pleito com uma "anticandidatura"
Foto: Beto Barata/PR

Estadão 

Deputados do PT que não concordam com a ideia de boicotar eventual eleição indireta para escolha do substituto do presidente Michel Temer discutem com parlamentares de outros partidos da oposição, entre eles PDT e PC do B, participar do pleito com uma "anticandidatura". A estratégia é lançar um candidato oposicionista ao que será lançado pelos partidos da base aliada para marcar posição política e, ao mesmo tempo, tentar influenciar minimamente a agenda do governo de transição.

Como mostrou nesse domingo (28) o jornal O Estado de S. Paulo e o Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defende que o PT repita o posicionamento das eleições de 1985 e não participe de eventual novo colégio eleitoral.

Naquele pleito, a sigla se colocou contra a aliança do PMDB com dissidentes do regime militar, que conseguiu eleger Tancredo Neves presidente, com 480 votos. O deputado Paulo Maluf (então do PDS, hoje do PP) ficou em segundo lugar, com 180 votos.

Naquela época, o PT havia participado ativamente da campanha pelas "Diretas Já", em 1984, e considerava ilegítima a escolha do primeiro presidente civil, depois de 21 anos de ditadura militar, de forma indireta, ou seja, por deputados e senadores, e não pelo voto popular. Três dos oito deputados da bancada petista (Bete Mendes, José Eudes e Airton Soares) contrariaram a orientação partidária e acabaram expulsos da legenda.

No PT, a "anticandidatura" em eventual nova eleição indireta tem apoio até mesmo de deputados da corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), a mesma de Lula, como Vicente Cândido (SP). Segundo o político paulista, o grupo ainda procura um nome para ser o "anticandidato". O nome ex-presidente, porém, é totalmente descartado. "Ele negaria a própria história", afirmou outro deputado da CNB.

No PDT, a tese de uma "anticandidatura" tem apoio de deputados como André Figueiredo (CE), vice-líder do partido na Câmara. "Nossa primeira alternativa é eleição direta. Mas, se não conseguir, tem que participar da indireta. Não adianta ficar intransigente e virar as costas, porque acaba perdendo a chance de discutir uma agenda para uma transição e de reforçar posicionamento contra essas reformas", afirmou o pedetista, que foi ministro das Comunicações do governo Dilma Rousseff.

O deputado Orlando Silva (PC do B-SP) também defende que seu partido apoie uma "anticandidatura", caso a oposição não consiga viabilizar uma eleição direta. "Seria para marcar posição política, como foi a candidatura do André Figueiredo na última eleição na Câmara", afirmou. Na disputa pelo comando da Casa, em fevereiro deste ano, Figueiredo ficou em terceiro lugar, com 59 votos. O vencedor foi o atual presidente, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com 293 votos.

Figueiredo, Orlando e segmentos do PT admitem até que a oposição pode negociar apoio a uma candidatura de "centro", desde que o candidato se comprometa a não votar as reformas ou pelo menos amenizá-las. Entre os pré-candidatos colocados hoje, o ex-ministro Nelson Jobim é o que mais tem apoio da oposição. "Seria um nome de acordo nacional. É difícil o Lula falar mal dele", disse o deputado Vicente Cândido (SP), vice-líder do PT na Câmara.

Há ainda na oposição quem defenda manter uma anticandidatura, mesmo que o candidato seja Jobim. Nesse caso, dizem oposicionistas, seria uma anticandidatura "menos agressiva". Jobim foi ministro da Defesa entre 2007 e 2011, durante os governos dos ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff. Antes disso, foi ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) de 1997 a 2006, indicado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

Eleição indireta

Dirigentes do PDT e do PC do B evitam falar publicamente sobre participação em eventual eleição indireta. O argumento é de que o foco por enquanto tem que ser em aprovar a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de autoria do deputado Miro Teixeira (Rede-RJ) que permite eleições diretas para presidente, caso Temer seja cassado ou renuncie ao cargo. A matéria ainda está parada na Comissão Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, sem previsão para ser votada.

"Não vamos convalidar nem legitimar uma eleição com um Congresso corrupto desses, totalmente desmoralizado", afirmou o deputado Ivan Valente (SP), vice-líder do PSOL na Câmara. Para ele, participar de uma eleição indireta apoiando uma anticandidatura ou uma candidatura de centro seria legitimar o processo. O PSOL tem uma bancada de seis deputados.

Brasileiros já pagaram este ano R$ 900 bilhões de impostos e taxas

Ludmilla Souza 
Agência Brasil

O Impostômetro da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou nesta segunda-feira (29) R$ 900 bilhões de tributos acumulados pagos pelos brasileiros desde o início de 2017. O valor se refere à arrecadação de todos os impostos, taxas e contribuições que vão para a União, os estados e os municípios.

A marca de R$ 900 bilhões chega 14 dias antes do que no ano passado. Para o presidente da ACSP, Alencar Burti, isso reflete a atual fase da economia. “Como a economia não está crescendo, o que impulsiona a arrecadação é o efeito da inflação, é o aumento de alguns impostos”. Ele considera, no entanto, que o aumento é positivo na medida em que o governo está procurando equalizar as finanças.

O Impostômetro foi implantado pela ACSP em 2005 para conscientizar o cidadão sobre a alta carga tributária e incentivá-lo a cobrar dos governos serviços públicos melhores. Outros estados aderiram ao projeto e hoje existem painéis com o Impostômetro em Florianópolis, Guarulhos, Manaus, Rio de Janeiro e Brasília. Em São Paulo, fica localizado na Rua Boa Vista, 51, no centro da capital.

Chuvas em Pernambuco deixam 35 mil desabrigados

Deslizamentos de terra em Ribeirão
Foto: Alfeu Tavares

Folha de Pernambuco

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, tenente coronel Fábio Rosendo, afirmou nesta segunda-feira (29) que o número de municípios em situação de emergência é muito volátil em Pernambuco. Foi anunciado no início do dia que havia 15 deles em estado de emergência, mas, por volta das 10h, o número mudou para 14. Uma equipe da Defesa Civil foi enviada a Gravatá, no Agreste, que pode aumentar essa lista.

Decretaram emergência até agora: Água Preta, Amaragi, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Gameleira, Jaqueira, Marial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul.

O número de desabrigados e desalojados também vai mudando de acordo com a chegada das equipes da Defesa Civil. às 11h já eram 35 mil. Essas pessoas estão sendo orientadas a se abrigar em escolas municipais e estaduais de cada cidade. O coronel não tem número de abrigos ainda. Sugere também que as pessoas recorram a parentes e vizinhos em melhor situação. O coronel Fábio Rosendo disse que há duas mortes confirmadas, registradas em Lagoa dos Gatos, que não está na lista das cidades em emergência.

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Chuvas (Apac), as enchentes que ocorreram neste fim de semana (27 e 28) poderiam ter sido amenizadas se tivesse sido concluído em tempo o projeto de construção de quatro barragens depois das enchentes de 2010, que atingiram 68 municípios na região da Mata Sul.


Destas obras, apenas a barragem Serra Azul, no rio Una, foi concluída. As outras três barragens, que deveriam conter as enchentes do rio Panelas, riacho dos Gatos e Pirangi, não. O rio Una, na altura do município de Barreiros, Mata Sul do Estado, está há um metro de transbordamento. Ele corta o centro de Barreiros, e a área está em estado de emergência com o risco de inundação.

A previsão da Apac para esta segunda-feira (29) na Zona da Mata Sul é de tempo nublado com chuvas rápidas ao longo do dia, de intensidade moderada a forte. A quantidade exorbitante de chuvas não era esperada pela previsão da Apac. A população teme que a tragédia que começou neste fim de semana tenha um impacto ainda maior do que a de 2010.

Ajuda
Em visita a Pernambuco, neste domingo (28), o presidente Michel Temer anunciou que "se compromete" a agilizar a liberação de R$ 600 milhões para o Estado, via empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para conclusão de obras preventivas de convivência com chuvas fortes.

Já o governador Paulo Câmara anunciou na tarde deste domingo (28) uma série de medidas em virtude das fortes chuvas que caem no Estado nas últimas 48 horas. A principal delas foi a decretação de estado de calamidade nos 13 municípios da Mata Sul: Amaraji, Água Preta, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Catende, Cortes, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito, e Barreiros.

"Para terem ideia da gravidade dessas chuvas, aquela de 2010 que trouxe tanta destruição nas cidades da Mata Sul, elas em três dias corresponderam a 180 mm. Essa que se iniciou na sexta-feira em dois dias já atingiu 140 mm", ressaltou o governador. Foi ainda ressaltada a importância da barragem Serro Azul, que evitou um cenário pior.

Veja as medidas anunciadas pelo governador Paulo Câmara:

1. Instalação de Gabinete de Crise Central, no Palácio do Campo das Princesas
2. Emissão regular de alertas de chuvas e variação dos níveis dos rios
3. Deslocamento de 2 aeronaves sobrevoando às áreas atingidas
4. Convocação de todo o efetivo do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e PM para força tarefa nos municípios atingidos
5. Deslocamento de 3 equipes de saúde para a Mata Sul
6. Disponibilização de prédios para servir de abrigos
7. Ativação de escritórios do governo nos municípios atingidos, com efetivos da Defesa Civil, Bombeiros e Secretarias Estaduais
8. Publicação de Decreto de Calamidade nos municípios atingidos
9. Envio de Colchões, lençóis, cobertores, travesseiros, fronhas e lonas plásticas
10. Levantamento da situação dos acessos e estradas, através de equipes de engenheiros do DER e Sechab

domingo, 28 de maio de 2017

Canaletas Obstruídas - Rogério Alves

Rua Comendador Figueiroa bairro do janga. Sair de casa no período de chuva só de caiaque. Já solicitamos a limpeza das canaletas a secretaria de serviços públicos de Paulista e até agora nada de limpeza.

CHOVEU, RUA ALAGADA. 

O POVO MERECE RESPEITO!

Agência do Trabalho oferece 543 vagas nesta segunda-feira (29)

TV Jornal

Nesta segunda-feira (29), a Agência do Trabalho de Pernambuco está com 543 vagas de emprego disponíveis. Podem se candidatar, profissionais de todos os níveis de escolaridade, sem experiência e pessoas com deficiência. As vagas estão distribuídas em diversas regiões de Pernambuco. Clique aqui para verificar o telefone e o endereço de uma Agência do Trabalho mais próxima da sua localidade. Os salários variam entre R$ 937 e R$ 2.113 mil.
Confira a lista completa de vagas:

Senado blinda Aécio e arrasta composição do Conselho de Ética

Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

Conselho sequer foi composto para apreciar o pedido de cassação do mandato do senador afastado Aécio Neves (PSDB)

Blog Esplanada

A despeito de todas as revelações bombásticas e comprometedoras contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), o Conselho de Ética do Senado sequer foi composto para apreciar o pedido de cassação protocolado pelo senador Randolfe (Rede-AP).

Das 15 vagas, houve 9 indicações de partidos até a última sexta-feira (26). Os nomes não foram divulgados porque o pedido de instalação do Conselho não foi lido pelo presidente Eunício Oliveira (PMDB-CE).

O ano já está às portas de Junho, todas as comissões funcionam com exceção do Conselho de Ética – pelo visto, assunto esquecido e assustador para os senadores.

Temer troca comando do Ministério da Justiça e nomeia Torquato Jardim

Torquato Jardim, o novo ministro da Justiça
Foto: Marcelo Camargo

Agência Brasil

O presidente Michel Temer decidiu neste domingo (28) trocar o comando do Ministério da Justiça e Segurança Pública e anunciou a saída de Osmar Serraglio e a nomeação de Torquato Jardim, atual ministro da Transparência, para o cargo.

A mudança foi divulgada neste domingo, por meio de nota, pela assessoria do Palácio do Planalto.

Serraglio estava à frente do Ministério da Justiça desde março. Na nota, o governo não informa os motivos de sua saída. Ao deixar o ministério, Serraglio retomará seu mandato de deputado federal pelo PMDB do Paraná no lugar de seu suplente, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), citado nas delações da JBS. Loures está afastado do mandato por determinação do ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin.

Leia a íntegra da nota do Palácio do Planalto:

O Presidente da República decidiu, na tarde de hoje, nomear para o Ministério da Justiça e Segurança Pública o Professor Torquato Jardim. Ao anunciar o nome do novo Ministro, o Presidente Michel Temer agradece o empenho e o trabalho realizado pelo Deputado Osmar Serraglio à frente do Ministério, com cuja colaboração tenciona contar a partir de agora em outras atividades em favor do Brasil.

Paulo Câmara decreta estado de calamidade em 13 municípios da Mata Sul

Governador Paulo Câmara anuncia medidas contra os efeitos das chuvas
Foto: Arthur de Souza

Hugo Viana
Folha PE

O governador Paulo Câmara anunciou na tarde deste domingo (28) uma série de medidas em virtude das fortes chuvas que caem no Estado nas últimas 48 horas. A principal delas é a decretação de estado de calamidade nos 13 municípios da Mata Sul: Amaraji, Água Preta, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Catende, Cortes, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito, e Barreiros.

"Desde sexta-feira fomos alertados pela Apac sobre o início dessas chuvas e que elas poderiam ter os efeitos que infelizmente estão se concretizando", disse Paulo.

"Para terem ideia da gravidade dessas chuvas, aquela de 2010 que trouxe tanta destruição nas cidades da Mata Sul, elas em três dias corresponderam a 180 mm. Essa que se iniciou na sexta-feira em dois dias já atingiu 140 mm", ressaltou.

Foi ainda ressaltada a importância da barragem Serro Azul, que evitou um cenário pior.

"Evidentemente que muito ainda precisa ser feito para a resolução dessas questões, mas o esforço de conclusão de Serro Azul já mostra alguns efeitos. Com o trabalho feito a partir de 2010, temos hoje a preservação de casas, escolas, hospitais, que já foram devidamente construídos em locais adequados para evitar ações de destruição como vimos em 2010", destacou. 

Veja as medidas anunciadas pelo governador Paulo Câmara:

1. Instalação de Gabinete de Crise Central, no Palácio do Campo das Princesas

2. Emissão regular de alertas de chuvas e variação dos níveis dos rios

3. Deslocamento de 2 aeronaves sobrevoando às áreas atingidas

4. Convocação de todo o efetivo do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e PM para força tarefa nos municípios atingidos

5. Deslocamento de 3 equipes de saúde para a Mata Sul

6. Disponibilização de prédios para servir de abrigos

7. Ativação de escritórios do governo nos municípios atingidos, com efetivos da Defesa Civil, Bombeiros e Secretarias Estaduais

8. Publicação de Decreto de Calamidade nos municípios atingidos

9. Envio de Colchões, lençóis, cobertores, travesseiros, fronhas e lonas plásticas

10. Levantamento da situação dos acessos e estradas, através de equipes de engenheiros do DER e Sechab

O Cão Sem Plumas: Deborah Colker se inunda das águas do Capibaribe

Espetáculo é um híbrido de teatro e cinema
Cafi/Divulgação

JC Online

O rio Capibaribe pode ser considerado a aorta – mais importante artéria do sistema circulatório – de Pernambuco. Suas águas cortam do Agreste ao Litoral do Estado e ajudaram a construir a história econômica e cultural da região. Os povos ribeirinhos compõem uma complexa miscelânea da experiência humana que circunscreve tanto o espírito de uma região quanto carrega elementos universais. Objeto de inspiração para muitos artistas, foi traduzido com maestria por João Cabral de Melo Neto em O Cão Sem Plumas. A obra, escrita entre 1949 e 1950, continua pulsante e caudalosa, como o próprio rio, e agora é traduzida para os palcos através dos corpos dos bailarinos da Cia Deborah Colker. O espetáculo, que leva o nome do poema, estreia nacionalmente sábado (3/06), 21h, no Teatro Guararapes.

A dança de Deborah Colker tem forte ligação com a literatura, a exemplo dos espetáculos Tatyana, baseado na obra de Evguêni Oniéguin, e Belle, inspirado em La Belle Du Jour, de Joseph Kesse. Para seu novo espetáculo, buscava um trabalho que a ajudasse a capturar elementos da essência do que é ser brasileiro, da fibra e da água que compõem seu povo. Foi então que lembrou do impacto que O Cão Sem Plumas lhe causou quando o leu pela primeira vez, em meados dos anos 1980. Quanto retornou à obra, vinte anos depois, a força da literatura do escritor pernambucano permanecia intacta. Foi aí que soube que este era o curso pelo qual deveria remar.

“João Cabral de Melo Neto olha para o Rio Capibaribe e fala sobre a região que ele corta, com suas especificidades, ao mesmo tempo em que fala de todos os rios do mundo; que fala sobre o ser humano. ‘O que vive é espesso como um cão, um homem, como aquele rio’. É sobre o São Francisco, o Tâmisa, Sena, Amazonas e sobre as populações ribeirinhas do globo, pessoas esquecidas que sofrem tantas privações. Ele está falando de onde começa o homem, naquela terra, na lama, no rio. É sobre os homens-caranguejos e é sobre todos nós”, reflete Deborah.

Para compor a dramaturgia do espetáculo, ela fez três visitas a Pernambuco acompanhada do amigo Cláudio Assis, que tem participação fundamental no espetáculo (ver vinculada). A última delas foi em novembro do ano passado, quando a companhia fez uma residência artística no Estado, visitando cidades do percurso do rio e gravando imagens que irão compor a encenação.

O ápice desse processo foi uma apresentação nas águas em frente ao Marco Zero, na área de encontro do rio com o mar, onde os artistas se apresentaram em cima de uma balsa.

RESIDÊNCIA

“Quando fui a Pernambuco da última vez, achei que tinha 80% do espetáculo pronto, mas a estada transformou muita coisa. Quando fomos a Belo Jardim, vimos o rio seco, um Agreste praticamente Sertão e ao mesmo tempo com uma beleza singular. Foi uma turbulência positiva. Refizemos muita coisa e a troca com as pessoas e os artistas populares, através dos saraus, nos influenciou bastante. Esse encontro entre o coco, maracatu, teatro, ruas, a geografia, nossa vivência no mangue, filmagem nos Coelhos; acredito que tudo isso transformou o olhar dos bailarinos e ficou impresso na pele”, reflete.

Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna - 28 de Maio



Governador convoca auxiliares para tratar das chuvas

Paulo Câmara
Foto: Peu Ricardo

Folha de Pernambuco

O governador Paulo Câmara convocou parte do seu secretariado para discutir a situação das cidades afetadas pelas chuvas que vêm caindo há mais de 24 horas. Foram convocados todos responsáveis pelas pastas ligadas diretamente com o caso. No início da tarde, o Governo dará uma coletiva para divulgar a situação dos municípios.

As cidades de Rio Formoso e Belém de Maria, no mapeamento feito pelo Governo, são as que têm a situação mais crítica.

Charge do Ronaldo - Jornal do Commercio


Precariedade na Barros Lima reflete o caos nas maternidades de Pernambuco

Usuários na Maternidade Barros Lima levam seus próprios lençóis e ventiladores

Foto e texto
Marcos Toledo

A data deste domingo, 28 de maio, é lembrada como o Dia de Combate à Mortalidade Materna. No Recife, a realidade enfrentada por mulheres que dependem do sistema público de saúde para ter seus filhos é bastante preocupante e não motivo para comemorar. Na véspera da data dedicada a promover debates públicos sobre o problema das mortes maternas e os direitos das mulheres, a Folha de Pernambucorecebeu uma denúncia sobre o grave estado de precariedade de uma das principais unidades realizadoras de partos no Estado: a Maternidade e Policlínica Professor Barros Lima, localizada no bairro de Casa Amarela, na Zona Norte da Capital.

Neste sábado (27), a reportagem foi conferir de perto a situação na Barros Lima e constatou, por meio de relatos de mulheres que receberam alta da maternidade, as dificuldades enfrentadas pela população que faz uso do serviço.

Todas as mulheres que deram depoimentos preferiram não se identificar, portanto, estão identificadas por nomes fictícios.

De acordo com Conceição, que deu à luz uma menina, na madrugada de quinta-feira (25), durante os dois dias em que esteve na Barros Lima, presenciou mães e recém-nascidos dormindo no chão. "Está uma situação precária. Não tem água morna. As crianças estão tomando banho de água fria. Não tem lençol de cama. A gente está trazendo lençol de casa. Até colchão o povo está trazendo. Cama, colchão", disse. "Estão dando alta às mães antes (do prazo de 48 horas, em caso de parto normal), porque não tem vaga, não tem cama, para tirar as mães e colocar as outras. Os chuveiros estão quebrados, não tem ar-condicionado."

Já Fátima, que teve um menino na madrugada de sexta-feira (26), presenciou uma jovem dando à luz no banco do jardim. A amiga de Fátima, que a acompanhou, contou que testemunhou outra mulher realizando o parto no chão. "Eu ia pegar meu celular para filmar, mas a mulher (funcionária) me barrou. Algumas têm parto para ser cesárea e eles forçam para ter normal", afirmou.

Também no momento em que estava indo para casa, Graça relatou que na quinta-feira, antes da entrada da triagem, outra jovem "se acocorou e o bebê dela caiu ali". "Aí o pessoal pegou o bebê. Só Jesus na misericórdia", completou.

"O ruim é porque não tem lençol, não tem absorvente, não tem fralda descartável", informou Fernanda. "Água quente não tem, para dar banho no bebê. Muita coisa faltando. Está muito lotado. Muitas tiveram bebê e tiveram que ficar sentadas. Eu consegui a cama. Não tinha luz no banheiro."

Mesmo diante desse quadro, algumas mães, a exemplo de Marlize, que deu à luz um menino na segunda-feira (22), elogiaram o esforço dos servidores para atender à demanda em meio ao caos. "O atendimento é nota 10, mas, em compensação, a estrutura do prédio, do hospital, não nos garante higiene nenhuma. No colchão não tem lençol. A sala de pré-parto sem bata, sem lençol, sem higiene para nada, sem papel para nossa higiene. Isso atrapalha bastante. Lá embaixo me atenderam muito bem e me mandaram para cima. Lá em cima, com a roupa que eu vim da rua, cheia de possibilidades de bactérias, eu tive meu bebê. O atendimento é nota 10. Graças a Deus não tenho o que falar do atendimento. Mas a estrutura é que não nos proporciona nada de segurança."

Marlize ainda contou que na sexta-feira esteve na sala de pré-parto onde não havia mais leitos disponíveis. "As grávidas estavam parindo e ficando lá mesmo, junto de outras mulheres que estavam sangrando, prontas para ter o bebê, botando colchão no chão. Minha amiga (acompanhante) testemunhou uma mulher que trouxe um colchão de casa e patiu em cima do colchão de casa. O ar-condicionado não pega, está fazendo calor. Peguei uma alergia. Estava cheio de poeira. O atendimento é nota 10, mas, em compensação, a estrutura para a gente ficar aqui é horrível", reforçou.

Modelo defasado
Para a representante de controle social Júlia Morim, coordenadora do Comitê Estadual de Estudos de Mortalidade Materna de Pernambuco (Ceemmpe), esse quadro reflete um problema da assistência obstetrícia como um todo no Estado. "Há vários anos a gente faz blitze surpresas. Não vem mudando. A rede de assistência municipal da Região Metropolitana do Recife e do Interior não tem maternidade; nos fins de semana não têm médicos. Todas as mulheres são encaminhadas para o Recife e Olinda", explicou.

Ainda de acordo com a coordenadora, o Ministério Público de Pernambuco está ciente da situação e trabalha em prol de sugerir medidas para tentar solucionar o problema como, por exemplo, a criação de um consórcio entre os municípios que permita a divisão de custos. "Mas, para isso, precisa vontade política", considerou. "Isso precisa ser resolvido. As mulheres e os bebês precisam ser assistidos. E o Estado precisa assumir esse papel para articular os municípios."

Além da questão estrutural, segundo Júlia, o próprio modelo de assistência obstetrícia deve ser revisto. "Essa peregrinação da mulher já é a primeira violência que ela sofre. E é um modelo centrado nos médicos, cheio de intervenções desnecessárias na mulher. Muitas vezes a morte materna acontece nesse primeiro mês pós-parto", salientou.

Resposta
Sobre a situação específica da Barros Lima, a diretoria da maternidade respondeu, por nota, via assessoria da Secretaria de Saúde, que "tem sua demanda aumentada em mais 40% nos finais de semana em decorrência de pacientes de outros municípios que vêm para a unidade". "A alta das pacientes é dada por meio de protocolo e avaliação do obstetra e do pediatra de plantão. Em situação de superlotação, é solicitado que as pacientes de alta desocupem os leitos e aguardem em cadeiras."

A diretoria da maternidade também afirmou que nao há nenhum registro de parto realizado em jardim ou banco. "Sobre os chuveiros, o setor de engenharia está resolvendo a situação. Os chuveiros elétricos estão queimando com muita frequência devido à sobrecarga. Os bebês estão tomando banho com água morna."
Sobre o parto normal, a maternidade disse que o mesmo "é estimulado por ser a melhor opção para a mãe e o bebê, porém", ainda assim, "as indicações de cesárea são respeitadas".

A nota ainda explicou que não há falta de água para beber podendo haver intervalo para substituiçao do garrafão. "No momento não há superlotação. A situação já encontra-se normalizada", encerrou.

Ações reúnem atividades gratuitas de lazer neste domingo no Recife

Corrida de sacos no Museu da Cidade do Recife
Foto: Divulgação

Folha-PE

O domingo (28) no Recife estará recheado com atrações gratuitas para famílias e turistas. O Museu da Cidade do Recife comemora Dia do Brincar com oficina gratuita infantil de bonecos. Já o Recife Antigo de Coração vai estrear os polos da terceira idade e social. O evento acontece das 7h às 18h.

Caminhada
Os grupos da terceira idade abrem a programação do Recife Antigo de Coração, evento que ocorre todo último domingo mês, com uma caminhada pelo bairro, que partirá do Marco Zero, às 7h A Frevioca puxa o conjunto em volta do Recife Antigo e finaliza na Avenida Marques de Olinda, onde haverá atividades de lazer e saúde.

Porto Social
A avenida Rio Branco vai sediar o novo polo social, que vai receber iniciativas do Porto Social, aceleradora e incubadora de organizações não governamentais. A Associação Empreendeler, que incentiva crianças e adolescentes a empreender por meio da leitura e da contação de histórias, vai fazer desenvolver suas atividades com as pessoas que passarem pelo polo. 

Já a Lixo Amigo vai realizar ações educativas de conscientização sobre sustentabilidade e promoverá oficinas de reciclagem. Além disso, a Feirinha do Bem, com produtos de várias ONGs da cidade, estará aberta das 8h às 18h.

Carro antigo
Amantes de carros antigos podem visitar a exposição do Clube dos Automóveis de Pernambuco, na Avenida Alfredo Lisboa. Estarão em exposição veículos nacionais e importados com mais de 30 anos história.

Shows
Nesta edição, o Recife Antigo de Coração entrará no clima das festas de São João. Vão passar pelo palco do Marco Zero trio pé-de-serra, banda de pífanos, bailarinos. A partir das 15h30, o Maracatu Baque Mulher circula no bairro e, das 16h às 18h, o Clube do Samba, comandado pela cantora Karynna Spinelli, comanda a festa. A sambista vai receber as cantoras Dinah Santos, Leide do Banjo, Monica Feijó, Waleska Andrade, Selma do Samba, Nena Queiroga e Helena Cristina.

Brincadeiras
O polo infantil terá brincadeiras de rua, cama elástica, loconauta, piscina de bola e brinquedos infláveis, além de muro de escalada e o Jogão da Seturel, que apresenta os atrativos turísticos do Recife através de uma disputa de conhecimento sobre a cidade.

Esporte
No polo esportivo vai ter futebol, badminton, vôlei, parkuor, slackline, rugby e vôlei sentado. Além disso, de 8h às 11h, ocorre a Corrida dos Garçons, na Avenida Alfredo Lisboa. Ganha o competidor que chegar mais rápido ao final do percurso equilibrando bebidas em bandejas.

Saúde
No espaço "Saúde em Todo Lugar", a equipe da Secretaria de Saúde oferecerá medição de altura, peso, testes de glicemia, aferição de pressão arterial, orientação e distribuição de preservativos masculinos e femininos, além de ações educativas sobre o combate do mosquito Aedes aegypt.

Ciclofaixa
Como ocorre todos os domingos e feriados, as ruas do bairro são fechadas para carros. A ciclofaixa estará montada e as feirinhas do Bom Jesus e do Prodarte, abertas ao público. 

Oficina
Das 15h às 17h, haverá uma oficina infantil gratuita de mamulengos no Museu da Cidade do Recife (MCR), localizado no Forte das Cinco Pontas, no bairro de São José. Não é preciso inscrição prévia - basta chegar ao MCR e participar.

A oficina, a ser realizada no Dia Internacional do Brincar, 28 de maio, integra a programação "Brincar no Museu", iniciada este mês. Nos fins de semana, a ação desenvolve atividades para a criançada. Já ocorreram oficina de cartão e colagem e brincadeiras, como amarelinha, barra bandeira, corrida de saco, pescaria, coordenadas pela arte-educadora Rosa Campello.

Exposição
Atualmente, o Museu da Cidade do Recife está com duas exposições em cartaz: “Zeppelin: Recife-Rio”, que vai até o dia 21 de junho, e "1817 - Revolução Republicana". O MCR funciona de terça a domingo, das 9h às 17h, e a entrada é gratuita.

Crise pode tirar até R$ 170 bi da economia

Crise política foi balde de água fria na retomada do crescimento
Reprodução

Estadão 

A crise política foi um balde de água fria para o setor real da economia. Projetos que começavam a ser desengavetados pela retomada da atividade que estava se desenhando voltaram para a gaveta, à espera de qual será o encaminhamento das reformas. Enquanto isso, analistas começam a calcular as prováveis perdas no dia a dia das empresas e nos diversos setores.
Economistas já estão cortando as projeções de crescimento da economia este ano e no próximo. As estimativas preliminares sinalizam perdas para a atividade em 2017 entre R$ 25 bilhões, no cenário mais otimista, e R$ 170 bilhões, no mais pessimista, na comparação com que se esperava antes das denúncias envolvendo o presidente Michel Temer. É consenso entre os especialistas ouvidos pelo Broadcast/Estadão que o tamanho do estrago vai depender da duração da turbulência em Brasília e do desfecho da reforma da Previdência.

Aos olhos dos investidores internacionais, o Brasil ficou mais arriscado, o que pode ser percebido na forte alta nas taxas do CDS (Credit Default Swap), uma espécie de seguro de crédito contra calotes. Esse papel chegou, no pior momento, a subir mais de 30%. Ontem, estava em 240 pontos base, alta de 21% comparado a um dia antes da delação da JBS.

Risco

A crise também acendeu o sinal de alerta nas agências de classificação de risco. A Standard & Poor’s (S&P) já colocou o País em observação para possível rebaixamento da nota soberana, por causa das "dinâmicas políticas mais estressadas", que podem afetar as reformas e o PIB. Ontem, a Moody’s alterou ontem a perspectiva do rating brasileiro de "estável" para "negativa", indicando que aumentou a chance de a nota ser rebaixada (ver box).

Os primeiros impactos da crise apareceram nos indicadores financeiros. Em apenas uma semana, as empresas brasileiras perderam R$ 161 bilhões em valor de mercado, segundo a Economática. Já as companhias com dívidas em dólar viram seus passivos aumentarem em R$ 7,2 bilhões. É claro que estes números podem ser revertidos se a situação se resolver, mas a deterioração do cenário econômico por causa da turbulência política já fez empresas adiarem planos de captação de recursos. A Log Commercial, do setor de logística e controlada pela MRV Engenharia, e a Ser Educacional, por exemplo, desistiram de ofertas de ações. Por sua vez, o IRB Brasil Re decidiu adiar sua aguardada abertura de capital.

A paralisia nas empresas já sinaliza impacto negativo para o PIB A LCA Consultores acha pouco provável a manutenção da sua estimativa inicial de um crescimento de 0,9% este ano. O economista Francisco Pessoa Faria acredita que o mais provável é que a crise tenha um impacto de 0,4 ponto porcentual no PIB deste ano, trazendo a expansão para 0,5% e ocasionando perdas de R$ 25 bilhões, em um cenário mais favorável. Em um caso mais adverso e menos factível, a consultoria estima uma retração de 1,1% no PIB, com uma perda de R$ 127 bilhões. "Ainda existe muita fragilidade em todas as projeções, porque a conjuntura é muito incerta", pondera.

Juruna mostrou como se faz

Bernardo Mello Franco
Folha de S. Paulo 

Em outubro de 1984, o dublê de cacique e deputado Mario Juruna convocou a imprensa para fazer uma denúncia contra si mesmo. Ele havia recebido propina do empresário Calim Eid para votar em Paulo Maluf no Colégio Eleitoral. 

O xavante se disse arrependido e foi ao banco devolver 30 milhões de cruzeiros. A imagem do índio engravatado atrás de uma pilha de dinheiro resumiu o vale-tudo que embalou a sucessão do general Figueiredo. 

Como Tancredo Neves venceu a disputa, ninguém quis investigar as suspeitas de suborno e caixa dois. Eid seguiu carreira como operador do malufismo. Juruna ficou desacreditado e não conseguiu se reeleger. 

Mais de três décadas depois, o Brasil discute a possível escolha de outro presidente sem o voto popular. O senador Tasso Jereissati e o deputado Rodrigo Maia despontam como favoritos numa eleição indireta. 

Políticos da situação e empresários não aceitam falar em diretas. A aliança que apoiava Michel Temer quer ungir um candidato comprometido com as reformas liberais. A ordem é mudar o presidente sem mudar a alma do governo em decomposição. 

Em meio às conversas, articula-se um grande acordo para salvar investigados da Lava Jato. Entre as ideias mais cotadas, estão a anistia ao caixa dois e a concessão de algum tipo de imunidade a Temer, que poderia se estender a outros ex-presidentes. 

Pelo roteiro das indiretas, o próximo inquilino do Planalto será escolhido por 513 deputados e 81 senadores. Boa parte deles é investigada sob suspeita de vender projetos de lei, MPs e outras mercadorias menos valiosas que a cadeira presidencial. 

Nas últimas vezes que a turma elegeu os chefes da Câmara e do Senado, venceram Eduardo Cunha, Renan Calheiros, Rodrigo Maia e Eunício Oliveira. Todos delatados na Lava Jato. 

Além de mostrar o que acontece numa eleição indireta, Juruna ensinou a usar o gravador em conversas com políticos. O cacique era atrapalhado, mas sabia das coisas.

sábado, 27 de maio de 2017

GRAVAÇÃO MOSTRA AÉCIO DANDO BRONCA EM PERRELLA POR DECLARAÇÃO “ESCROTA”

Minas 247 - A gravação de uma conversa telefônica mostra uma enquadrada épica de Aécio Neves no senador Zezé Perrella (PSDB-MG).

Aécio ficou visivelmente transtornado após ouvir uma entrevista de Perrella à rádio Itatiaia, de Minas Gerais, em que ele se gabava de não estar na lista de Janot e lamentava o “mar de lama” do Brasil.

“Olhe, poucas vezes eu vi uma declaração tão escrota”, diz Aécio, pouco antes de cobrar mais solidariedade de Perrella, que ele diz considerar um amigo.

Perrella se defende afirmando que as declarações eram uma maneira de rebater “as coisas que falam de mim até hoje por causa do helicóptero” (o Helicoca).

Dois dias depois do fim do sigilo da delação da Odebrecht, em 13 de abril, o senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG) ligou para Zezé Perrella (PMDB-MG) e disse: “A tua [campanha] foi [financiada] exatamente como a minha e do Anastasia”.

O diálogo foi grampeado pela PF e divulgado pelo STF no caso FriboiGate.

Em seguida, Aécio dá orientações a Perrella sobre o que, na sua opinião, deveria ter sido respondido na entrevista.

Confira abaixo o áudio da conversa: